Como obter cidadania em Vanuatu com um investimento em Bitcoin

Ícone de Relógio
10 min
Publicado em:
25/4/2022
Última Atualização em:
25/4/22
BUscar no Blog
Article Background Image
Article Background Image
Article Background Image
Temas Abordados Neste Artigo

Introdução

No artigo de hoje queremos lhe contar as vantagens de ter um segundo passaporte e como você pode obter a cidadania em Vanuatu através de um investimento em Bitcoin.

Agora você deve estar dizendo ‘uma segunda cidadania de um país que eu nem conheço? Além disso, investir ou pagar por outro passaporte? Por que eu deveria fazer isso? Meu passaporte atual é bom o suficiente!’.

A cidadania e segundos passaportes são uma das bandeiras às quais pouca atenção é dada inicialmente, ao menos quando não somos cidadãos de um país em guerra ou em crise.

Um dos grandes problemas com o passaporte é que, em geral, ninguém de fato se importa com isso até que realmente precise. Mas quando você de fato precisar deixar seu país para se mudar para outro, eles acabarão fechando a porta para você e/ou congelando seus ativos.

Se nós dermos uma breve olhada na história, podemos ver que esse é um fenômeno repetitivo e que ninguém de fato espera por algo até que algo aconteça (ainda que os sinais geralmente estivessem claros há algum tempo).

Então, quer você veja isso como útil ou não (o que esperamos que sim), hoje iremos explicar como você pode obter um segundo passaporte, especificamente sua cidadania por investimento em Vanuatu.

Deixe-nos avisá-lo: existem todos os tipos de sites e agências duvidosas que enganam as pessoas, vendendo todos os tipos de passaportes supostamente oficiais em troca de Bitcoins.

Por cerca de US$15.000, eles prometem a você um segundo passaporte para um país com alta liberdade de movimento. Então, acabam não entregando nada ou, no máximo, entregam um documento bem forjado. É claro que esses tipos de falsificação podem trazer mais problemas do que você esperaria ao entrar em outros países.

Como sempre, as melhores mentiras contêm um elemento de verdade. O fato é que você pode comprar cidadania sim para muitos países.

Há muito existem programas de concessão de cidadania em troca de investimentos ou doações perfeitamente legítimas, legitimadas pelo estado e oficiais.

Claro, as informações sobre esses programas não são secretas e podem ser acessadas online e de fontes oficiais (mesmo que às vezes você precise procurar muito).

Segundas cidadanias no Caribe

Esses programas vieram originalmente do Caribe, cujas pequenas nações insulares desejam fontes de renda adicionais. Esse tem sido o caso em São Cristóvão e Nevis, que ainda mantém esse modelo com pequenas modificações, desde 1982.

Após o devastador furacão em outubro de 2017, por um tempo uma doação de US$100.000 para o Hurricane Relief Fund garantia a aquisição rápida e fácil de um passaporte do país. Atualmente, você pode doar US$195.000 para o Sustainable Growth Fund ou realizar um investimento em imóveis ou em projetos qualificados pelo governo a partir de US$200.000.

Esse passaporte permite movimentação livre em pelo menos 130 países, incluindo o Reino Unido, Sudeste Asiático, América Central, África Oriental, Caribe e Rússia.

Alguns anos atrás, o Canadá e os EUA também não solicitavam visto. Entretanto, após a entrada de cientistas iranianos com passaportes de São Cristóvão e Nevis, a entrada se tornou mais difícil. 

Assim como São Cristóvão, as outras ilhas caribenhas também oferecem um nível similar de liberdade de movimento (entre 120-135 países, mais a área Schengen) e com custos similares.

Com uma doação de cerca de US$100.000 você também será bem-vindo na Dominica ou Santa Lúcia.

Para Antígua e Barbuda ou Granada, você terá que reservar um pouco mais de dinheiro.

Além da opção de doação, você também pode escolher um investimento em qualquer um desses países. No entanto, o valor na maioria dos casos é significativamente maior.

O investimento geralmente deverá ficar entre US$250.000 e US$500.000 em tipos de produtos bem definidos. Dessa forma, você não perde dinheiro, mas não pode esperar um retorno positivo nos anos que durar a obrigação de continuar investindo.

Você também deve ter em mente que isso resulta em custos consideráveis para devida diligência e custos de processamento que geralmente chegam a 25% do total doado ou investido.

Formas mais e menos caras para obter um segundo passaporte

É claro, existem opções econômicas assim como outras muito caras para se obter uma segunda cidadania.

O passaporte legal mais barato pode ser obtido na ilha de Comoros, no Oceano Índico. Entretanto, o passaporte desse pobre país muçulmano em desenvolvimento só oferece a você entrada sem visto em cerca de 37 países.

É dito que os Emirados Árabes Unidos negociaram essa opção com o pequeno estado para fornecer um passaporte oficial para muitos apátridas com residência de longo prazo nos EAU, já que eles desejam manter o passaporte dos EAU um privilégio raro. Em princípio, qualquer estrangeiro pode obter a dupla cidadania por apenas 45.000€.

A cidadania é muito mais cara em países europeus, e cada vez mais difícil de se obter.

Em Malta você terá de colocar quase um milhão de euros na mesa como forma de investimento para financiar os atuais ambiciosos projetos de construção nas ilhas. No Chipre, o custo era de cerca 2.5 milhões, porém o programa foi fechado em 2020.

Moldova, um país que talvez no futuro se torne membro da EU, tinham um programa em que era possível adquirir cidadania por uma doação de cerca de 100.000€, porém foi suspenso. A Macedônia do Norte, país candidato a entrar na UE, também tem um programa onde é possível adquirir a cidadania com um investimento a partir de 200.000€.

Em geral, é preciso prestar atenção às idas e vindas, pois muitos países suspendem seus programas e os retomam depois de um tempo.

Quando esses programas são expostos ao público, frequentemente há protestos de pessoas que se opõem à venda de cidadania. Quando esses protestos cessam, os estados geralmente continuam com seus programas.

É por isso que pode haver programas perfeitamente legítimos sobre os quais é impossível obter muitas informações online.

Infelizmente, 90% das informações sobre a segunda cidadania na Internet são totalmente fraudulentas. Identificar os ovos podres nem sempre é fácil.

Cidadania por investimento através de investimento por criptomoedas em Vanuatu

Após essa breve introdução à cidadania por investimento, esse artigo focará no único país no qual todo o processo de obtenção de cidadania pode ser realizado com Bitcoin.

É a única ilha do Pacífico que atualmente oferece cidadania em troca de dinheiro (a chamada cidadania por investimento ou econômica): a nação insular de Vanuatu.

Vanuatu é um arquipélago dos sonhos na Polinésia, limitado a oeste pela Austrália e ao sul pela Nova Zelândia. O país é formado por 83 ilhas e faz parte da Commonwealth.

Você não paga impostos lá, e é um país completamente autônomo, ou seja, não é governado por grandes nações, como a Nova Zelândia, França ou os EUA, algo que é muito comum na região.

O idioma oficial dos 230.000 habitantes é o inglês e o francês, mas o país tem muita diversidade, com mais de 100 idiomas. As estatísticas mostram que seus habitantes estão entre os mais felizes do mundo, atrás das pessoas em alguns países da América Latina.

Vanuatu não vende sua cidadania, mas a oferece em troca de um investimento substancial.

O investimento é regido por uma lei aprovada no final de 2016, seguindo o antigo programa de Vanuatu.

Após a devastadora tempestade tropical Pam em 2015, 41 cidadanias foram concedidas em troca de 5.5 milhões de euros. Esse dinheiro foi usado para reverter alguns dos danos causados pela tempestade.

O novo programa é mais bem projetado para garantir o desenvolvimento sustentável do país através de investimento ao invés de doações.

Estamos falando de investimentos de US$210.000 para uma única pessoa e US$240.000 para uma família de quatro pessoas. Além dos filhos, eles também podem ser os próprios pais do requerente.

O investimento irá para o Fundo de Desenvolvimento Regional de Vanuatu por um período de retenção de 5 anos. Diferente dos países caribenhos, um retorno ligeiramente positivo pode ser esperado aqui.

Infelizmente, as informações mais úteis não estão disponíveis para o público.

Além do investimento, devem ser considerados aproximadamente US$10.000 em taxas por pessoa para a devida diligência e burocracia.

Condições e processo de obtenção da cidadania econômica em Vanuatu

Você não precisa visitar Vanuatu durante o processo de inscrição, nem precisa de uma estadia mínima anual por lá: o programa todo pode ser feito remotamente.

Isso também o torna interessante para aqueles que se encontram presos em algum lugar devido à falta de liberdade de movimento devido à apreensão de seu passaporte ou por algum outro motivo.

A cerimônia de juramento de cidadania pode ser realizada em várias metrópoles do mundo.

Não há requisitos de idioma ou restrições à nacionalidade anterior dos candidatos. Apenas iranianos, iraquianos, sírios, iemenitas e norte coreanos estão excluídos. Qualquer pessoa que possa pagar pelo investimento é bem-vindo ao Mar da China Meridional. Essa é uma cidadania honorária, ou seja, atividade política e o direito de votar estão excluídos em Vanuatu, fora isso você tem os mesmos direitos de outros habitantes do país. A cidadania pode ser facilmente transferida para as gerações futuras.

Após o envio de todos os documentos e da resolução positiva do governo de Vanuatu, a média para a nacionalização é entre 45 e 60 dias.

No mínimo, os seguintes documentos devem ser enviados:

  • Comprovante de mais de US$250.000 em ativos, bolsa de valores, imóveis etc.
  • Formulários de inscrição preenchidos
  • Cópia autenticada do passaporte e número de identificação nacional
  • Certidão de casamento (se houver)
  • Certidão de antecedentes criminais
  • Certidão de nascimento
  • Certificado de saúde
  • Currículo, referências profissionais e títulos
  • Referências de banco e caráter
  • Fotos do passaporte

Quando você se torna um cidadão de Vanuatu você também obtém uma residência completamente livre de impostos no país e um passaporte.

Em 2022, o passaporte de Vanuatu lhe dá entrada sem visto em 92 países, incluindo o Reino Unido e a Rússia. Você também tem grande liberdade de movimento na Ásia, África Oriental, Caribe e na América Central. 

Até 2022, países da União Europeia também não solicitavam visto, porém o Conselho da UE suspendeu parcialmente o acordo de isenção de visto da UE com Vanuatu. Isto significa que todos os cidadãos de Vanuatu com passaporte emitido após 25 de maio de 2015 não são mais elegíveis para viajar sem visto para a Europa.

Embora, em comparação, as ilhas caribenhas possam facilmente superar essa liberdade de movimento, Vanuatu oferece uma característica exclusiva: a opção de pagar em Bitcoin.

Qualquer pessoa com um alto nível de ganhos potenciais em criptomoedas sabe como pode ser difícil converter grandes quantias de dinheiro em dólares, euros ou qualquer outro tipo de moeda fiduciária.

Em última análise, a maioria dos bancos ainda desaprova o Bitcoin e outras criptomoedas. Portanto, converter o investimento necessário em moeda fiduciária pode representar um problema para muitos proprietários de Bitcoins.

Mas não temos esse problema em Vanuatu. Neste caso você pode fazer o pagamento integral do seu investimento e a taxa de processamento em Bitcoin. E, claro, você pode converter qualquer moeda em Bitcoin e fazer a transferência em poucos minutos.

Então, é possível mesmo obter uma segunda cidadania com Bitcoin?

Durante o boom das criptomoedas no outono de 2017, as notícias sobre a possibilidade de adquirir a nacionalidade em Vanuatu com Bitcoin se espalharam como fogo na imprensa. No final, o governo foi forçado a declarar que não aceitaria Bitcoin. Logo veio a decepção e a própria mídia caiu nessa farsa.

Na verdade, o governo de Vanuatu continua não aceitando (diretamente) criptomoedas como investimento em troca da cidadania.

O que muitas pessoas não sabem é que eles declararam oficialmente que autorizarão explicitamente os pagamentos de Bitcoin por meio de agências credenciadas nacionalmente se essas agências se comprometerem a converter o Bitcoin que receberem na moeda fiduciária necessária para o investimento.

A Settee trabalha com a única agência especializada em cidadania por investimento, o que torna o programa de nacionalização de Vanuatu totalmente possível com pagamentos em Bitcoin.

Nos países caribenhos de que falamos no início do artigo, as taxas de processamento podem ser pagas com Bitcoin, mas a quantia a ser doada ou investida deve ser paga em dólares americanos.

Então, alguém com US$220.000 em Bitcoin talvez queira considerar o investimento em uma cidadania de Vanuatu para maior segurança e diversificação.

Isso não é apenas sobre diversificação (depósito a prazo fixo de 5 anos com um retorno ligeiramente positivo), mas, acima de tudo, de proteção pessoal.

Dependendo do país em que você é cidadão existe um risco maior ou menor de que um imposto universal associado à sua cidadania acabe sendo imposto em algum momento, ou mesmo que um conflito ecloda ou alguma outra crise que leve a uma emigração em massa e cause outros governos a pararem de permitir que as pessoas tentem entrar no país com este passaporte.

É claro, primeiro você deve descobrir se seu estado torna difícil obter uma segunda cidadania. Em qualquer caso, Vanuatu não se opõe à múltiplas cidadanias, então contanto que o seu país de origem não cause problemas, não deve haver nenhum problema.

Conclusão

Se você quiser aprender tudo sobre segundas cidadanias e conhecer as opções em detalhes, você pode agendar uma consultoria ou ler a nossa Enciclopédia de Segundas Cidadanias.

Na Settee, nossos parceiros também podem ajudá-lo no processo de obtenção de segundas cidadanias por investimento ou naturalização, portanto sinta-se à vontade para entrar em contato conosco se desejar nossa ajuda.

Logo da Settee

Settee

Consultoria de Internacionalização

A Settee é uma equipe internacional de empresários, nômades digitais e consultores especializados em estratégias de internacionalização.

Article headline