4 Razões Que Fazem o Panamá Ser um dos Países Mais Livres do Mundo

Ícone de Relógio
6 min
Publicado em:
24/11/2022
Última Atualização em:
25/11/22
Article Background Image
Article Background Image
Article Background Image
Temas Abordados Neste Artigo

Introdução

O Panamá continua a ser uma das melhores escolhas sob a perspectiva da teoria das bandeiras, e com razão. Um artigo com todos os detalhes sobre empresa e residência no Panamá pode ser encontrado aqui.

Nosso caro CSO Christoph esteve viajando pelo México e pela América Central nos últimos 5 meses. Hoje é hora de dizer adeus - depois de 3 noites nas Ilhas San Blas do Panamá (uma quase-anarquia autônoma, que ainda falaremos sobre), ele parte de barco à vela através do Caribe para Cartagena, Colômbia.

Antes de deixar o Panamá, ele quis começar a escrever sobre o país. Para aqueles que querem se internacionalizar, o Panamá oferece muitas vantagens. 

Não só é um centro financeiro recomendado para bancos offshore, mas também é um país onde é fácil obter residência. Mesmo a cidadania do Panamá ainda é bastante fácil de se obter. 

Além disso, há muitas boas oportunidades de investimento, oportunidades de negócios em muitos setores e uma qualidade de vida por vezes bastante alta.

Informaremos sobre todas essas oportunidades separadamente em seu devido tempo. Por hoje, gostaríamos de elogiar o Panamá como o país mais livre do continente americano. O Panamá tem muito a oferecer a pessoas de pensamento livre, coisas que elas dificilmente poderiam imaginar. Somente o atendimento ainda precisa de algumas melhorias. A vida corre mais devagar aqui - a burocracia tem dessas.

O Panamá como o país mais livre da América Central?

O Panamá é livre? Há uma razão para que a Cidade do Panamá tenha os maiores arranha-céus da América Central. Vista de longe, parece mais Manhattan, embora em uma escala menor, com um clima mais meridional e na costa do Pacífico. 

Enormes shopping centers oferecem tudo o que seu coração deseja, restaurantes requintados convidam você a jantar e uma infinidade de bancos mantém seus bens seguros. Enquanto isso, novos arranha-céus e shopping centers continuam a subir em espiral - não apenas a expansão do Canal do Panamá que está estimulando a indústria da construção.

Os hospitais no Panamá atendem às normas americanas, o que significa que o turismo médico está florescendo. A infraestrutura é boa, um metro moderno, limpo, seguro e barato pode ser alcançado de quase todos os lugares em 10-15 minutos. 

Vários hotéis em todas as faixas de preço oferecem um bom descanso. Enquanto, como em todas as grandes cidades, alguns bairros da Cidade do Panamá podem ser inseguros mesmo durante o dia, você pode caminhar pelos bairros de arranha-céus cheios de hotéis, restaurantes e milhas de entretenimento, mesmo à noite, com total segurança.

Além disso, há uma pitoresca cidade antiga, ilhas offshore para quem procura paz e sossego, vários museus, teatros e cinemas e, claro, o Canal do Panamá. Ao contrário de outras capitais da América Central, há muito para os visitantes verem.

Mas a Cidade do Panamá é apenas uma parte do Panamá - mesmo que seja certamente a parte com a mais alta qualidade de vida. O arquipélago de Bocas del Toro, localizado no nordeste, é um dos destinos que a Settee vê como um dos melhores lugares para ficar para os nômades digitais na América Central. 

Os aposentados que procuram tranquilidade encontrarão tudo o que seu coração deseja na bela cidade montanhosa de Boquete (não é piada) - e uma enorme comunidade expatriada (já escrevemos sobre descontos para aposentados no Panamá). 

Enquanto isso, Santa Catalina na costa do Pacífico é um ótimo lugar para surfar, ou em muitas outras partes do país ainda é possível encontrar aldeias escondidas e muitas terras agrícolas disponíveis.

Se isso não for suficiente, os 4 aspectos a seguir certamente o convenceram de que o Panamá é um dos países mais livres de nosso planeta.

1. O Panamá não tem banco central

Desde sua independência, há mais de 100 anos, o Panamá não tem um banco central. A moeda oficial no Panamá é o dólar americano, com exceção das moedas chamadas balboas. Balboas, no entanto, só sobem até o valor de 1 dólar americano, portanto são essencialmente troco.

Indiretamente, pode-se argumentar que afinal de contas o Panamá depende do FED americano. De fato, como prova um estudo do Mises Institute americano, a inflação sempre foi historicamente 1-3% mais baixa do que nos Estados Unidos. 

Imagem do Banco Central Europeu, localizada na cidade alemã de Frankfurt am Main.
Banco Central Europeu, localizada na cidade alemã de Frankfurt am Main.
Além disso, o Panamá nunca teve que passar por uma crise econômica ou financeira nos 100 anos de sua independência - o que não é de forma alguma uma regra em países com políticas de bancos centrais frouxas como os EUA.

O Panamá não é uma república de bananas, embora as bananas sejam uma das principais mercadorias de exportação que podem ser encontradas em massa no norte do país. No entanto, o país funciona maravilhosamente sem um banco central - as perspectivas econômicas permanecem muito boas e o mercado relativamente livre.

Desde 1971, os bancos têm sido livres para operar sem supervisão bancária e não são impedidos por controles de capital. Como a economia pode funcionar no país sem um banco central será descrita com mais detalhes em um artigo separado em breve.

2. O Panamá não tem um exército

O Panamá é um dos poucos países do mundo sem um exército permanente. A este respeito, ela se parece com seu vizinho do norte da Costa Rica. Existe um substituto militar na forma das Forças Públicas panamenhas, que, no entanto, podem ser comparadas a uma unidade policial especializada.

Imagem de uma equipe militar em operação

O Panamá aprendeu as lições de sua história. O Panamá só se tornou independente em 1903 porque parte do exército colombiano aderiu ao movimento de independência. Consequentemente, sem um exército, o país tem excelentes relações com o resto da região e com o mundo.

3. Bons direitos civis - Nunca houve uma guerra civil

Em vez de guerras civis sangrentas como em outros países da América Central, o Panamá sempre foi poupado delas. O país nunca teve que experimentar os tempos sangrentos vivenciados na Guatemala, El Salvador, Nicarágua e Colômbia. Somente o governo do fantoche Noriega, da CIA, é considerado um período sombrio na história do país.

Imagem de crianças brincando juntas

Os direitos civis no Panamá são muito bons. A liberdade de expressão e a liberdade de imprensa estão garantidas, assim como a liberdade religiosa. Em comparação com outros países da região de influência profundamente católica, a homossexualidade é aceita e legal. As leis sobre armas de fogo são muito liberais e a sociedade é tolerante.

A Cidade do Panamá é um caldeirão de culturas e etnias diversas, mesmo que alguns não tenham muito prazer com os quase 20% de colombianos como residentes. O governo, por outro lado, permite a qualquer cidadão do mundo obter uma autorização de residência com condições bem acessíveis.

4. O Panamá é muito aberto ao investimento estrangeiro e aos estrangeiros em geral

O Panamá é pequeno e, portanto, tem poucas opções. Embora abençoado com recursos como carvão, energia hidrelétrica, madeira tropical e uma boa economia agrícola, o país se abriu incondicionalmente aos mercados de capitais.

Imagem de uma carteira cheia de dólares americanos
Situada bem entre a América do Norte e do Sul, é o refúgio da riqueza para muitas nações.

É fácil para muitas nacionalidades entrar no Panamá e ficar por até 6 meses sem visto, o mercado é relativamente livre, não há nenhum controle de capital de qualquer tipo que impeça as transações e as taxas de impostos são baixas. E as autorizações de residência são, como já dito, bem acessíveis.

O que mais poderia ser dito sobre o Panamá?

Como você pode ver, o Panamá é um dos países que você deveria olhar mais de perto. Você pode saber mais sobre como obter uma autorização de residência no Panamá neste artigo aqui.

Talvez você viva aqui em breve?

Se este artigo despertou seu interesse no Panamá, entre em contato conosco. Nossos parceiros podem te ajudar a estabelecer residência no Panamá ou abrir contas e empresas offshore no país

Se quiser saber se o Panamá é realmente a melhor opção para você ou para o seu negócio, pode agendar uma consultoria conosco.

Porque a sua vida te pertence!

Curtiu este artigo? Compartilhe!
Logo da Settee

Settee

Consultoria de Internacionalização

A Settee é uma equipe global de empresários, nômades digitais e consultores especializados em estratégias de internacionalização. Agende já sua chamada introdutória.

Últimos artigos

Ver todos os artigos
Thumbnail do Artigo
1/12/2022

Como Sobreviver em um Mundo de Hiperinflação

Neste artigo, vamos abordar a história econômica recente da Argentina em poucas palavras, mergulhar em como as pessoas lidam com um estado constante de inflação ultra alta e porque viver de renda remota na Argentina é um bom negócio.

Ler mais
Thumbnail do Artigo
28/11/2022

Porque Dubai: Abertura de Empresa e Visto nos Emirados 

Neste artigo, te explicaremos detalhadamente porque Dubai está se tornando, cada vez mais, um destino muito atraente para empresários e nômades, desde abertura de empresas e vistos para imigrantes.

Ler mais