9 Estratégias Fiscais Para Empreendedores e Autônomos na Alemanha

Ícone de Relógio
28 min
Publicado em:
24/10/2022
Última Atualização em:
26/10/22
Article Background Image
Article Background Image
Article Background Image
Temas Abordados Neste Artigo

Introdução

Nós na Settee temos concentrado até agora nossa atenção em soluções que se concentram no cancelamento do registro no nosso país de origem e na mudança de domicílio para pessoas que moram em países com regulações rigorosas quanto a empresas offshore. Ora, por que falar da Alemanha então, que é provavelmente o país com as regulamentações mais rigorosas em relação às empresas estrangeiras depois dos EUA

Apesar de tudo, estas podem valer a pena a partir de um lucro de cerca de 100 mil, mas exigem um estabelecimento permanente adequado com um escritório, uma administração local e interesses econômicos locais críveis. Alternativamente, pode haver algum potencial de economia pelo menos perto da fronteira, por exemplo, para Vienenses com empresas na Hungria.

Embora tenhamos ficado intencionalmente fora da legislação tributária alemã por conta disso, foi possível perceber também durante o nosso trabalho de consultoria inúmeras oportunidades de otimização para empresários no sistema alemão.

Gostaríamos de compartilhá-las com nossos leitores neste post do blog, haja vista que pouquíssimos contadores sugerem essas oportunidades.

“Se você implementar estas 9 estratégias, já poderá reduzir sua carga tributária na Alemanha para um nível mais suportável - mas ainda assim significa que cerca de 30% desaparecem na vara do Estado.”

Este artigo é para caso você viva na Alemanha ou na Áustria e não queira deixar o país na situação atual (tendo em vista que impostos não são por si só o fator principal para uma decisão desse calibre), mas queira se afastar das despesas de instalação de um negócio no exterior. 

Ele deve abrir seus olhos para como você pode otimizar o sistema e colocar você em pé de igualdade com seu contador. Para que você tenha a oportunidade de orientá-lo na direção certa ou, dada a incompetência obviamente generalizada neste setor, a possibilidade de procurar um novo

Você deve ter sempre um contador capaz e competente para confirmar e implementar as estratégias aqui descritas. Essas pessoas são sempre bem-vindas para cooperar conosco.

A seguir, falaremos exclusivamente do sistema alemão. Entretanto, como a legislação tributária austríaca é muito semelhante, muitos métodos também podem ser aplicados ali e, na Suíça também com algumas restrições, é claro.

Posição inicial de um empreendedor na Alemanha - empresário individual ou corporação?

Você tem um negócio em andamento e está obtendo bons lucros? Parabéns! - mas você terá que pagar caro por isso na Alemanha. Pelo menos se você não souber o que fazer fiscalmente agora.

Talvez por soar tão simples, você pode permanecer como empresário individual por enquanto para evitar obrigações contábeis até uma certa renda. Você não teria nem mesmo o capital social para fundar uma empresa de responsabilidade limitada e não teria nada a temer mesmo em termos de responsabilidade de qualquer forma.

E os impostos são bastante razoáveis - pelo menos como um pequeno empresário com um volume de negócios (bens e serviços prestados) de até 17.500€ euros.

É o que muitas pessoas pensam, mesmo que já tenham atingido dez vezes o faturamento de uma pequena empresa. E então experimentam uma surpresa desagradável quando o imposto após as quantias isentas não é mais de 15%, e sim de 45%.

E, de repente, o pagamento adiantado de impostos coloca em risco a existência de uma empresa de fato lucrativa porque você acaba tirando dinheiro do caixa muito rapidamente.

Somente se o desregistro estiver ao seu alcance, é que você deve manter uma empresa individual.

Caso contrário, já vale a pena considerar uma empresa a partir de cerca de 30.000€ euros de lucro tributável. E não apenas uma. Mas antes de chegarmos a isso, as diferenças estruturais entre as Kapitalgesellschaften (sociedades de capitais) e Personengesellschaften (sociedades pessoais) devem ser explicadas aos empresários individuais.

Em uma Einzelunternehmen (empresa individual) ou Gbr, os empresários têm responsabilidades ilimitadas com seus bens privados se a empresa não puder cumprir suas obrigações de pagamento. Este não é o caso em uma Kapitalgesellschaft.

A responsabilidade é protegida do empresário, desde que ele não tenha sido negligente de forma criminosa. Em troca, no entanto, ele também deve contribuir com capital para a sociedade.

Na Alemanha, existem 3 possíveis tipos de sociedades de capitais:

  • A sociedade limitada (GmbH - Gesellschaft mit beschränkter Haftung), 
  • A sociedade empresarial (UG - Unternehmergesellschaft)
  • As sociedades estrangeiras dentro da UE (Limited - ausländische Kapitalgesellschaften innerhalb der EU), que podem ser inscritas no registro comercial com plena capacidade jurídica.

Uma UG com apenas 1€ euro de capital social não é recomendável na maioria dos casos, especialmente em uma empresa operacional. Uma UG basicamente significa que você não pode pagar uma GmbH e, portanto, não é muito estimado entre os clientes e bancos. 

Além disso, cada UG tem que constituir reservas a partir de seus lucros até atingir um capital social semelhante ao de uma GmbH. Isto reduz as possibilidades de utilizar o capital de uma forma mais significativa.

Porque, ao contrário do que se pensa, o capital social pago em uma GmbH não é perdido. O capital social de 25.000€ pode ser utilizado para praticamente todas as finalidades da empresa recém-fundada, seja na compra de mercadorias, como orçamento de marketing ou no fornecimento do escritório.

Além disso, apenas um mínimo de 12.500€ euros devem ser depositados. Mas uma vez que você é pessoalmente responsável pela parte que não foi paga e o não pagamento, por sua vez, pode passar uma má impressão, é melhor pagar a contribuição de capital social na íntegra.

Uma alternativa interessante a uma UG é, no fim das contas, uma sociedade anônima estrangeira, que, de acordo com a legislação da UE sobre liberdade de estabelecimento, também pode ser usada em qualquer país da UE.

Os mais populares são as Ltdas irlandesas com a possibilidade teórica de uma Fundação-Limited como uma forma jurídica que na realidade é desconhecida na Alemanha. Mas umaestoniana, uma SA espanhola ou uma ODD búlgara também pode operar legalmente sendo registrada no registro comercial alemão.

Essa empresa desfruta das vantagens legais e regulatórias de seu país de fundação, como diferentes regras de responsabilidade, uma estrutura corporativa mais flexível ou uma liquidação mais simples, mas deve ser vista como qualquer outra empresa alemã sob a lei tributária.

Também bastante interessante como um substituto a uma UG, se o capital social for de apenas 1€ libra, como no caso de uma sociedade anônima irlandesa. 

Em última análise, no entanto, a forma que você terá maior aceitação para fazer negócios na Alemanha é com uma GmbH, que também utilizaremos na nossa próxima análise. Ao contrário de uma empresa individual, uma GmbH não é tributada com imposto de renda, mas paga 15% de imposto corporativo (Körperschaftssteuer) e 7-15% de imposto comercial (Gewerbesteuer), dependendo da taxa local do município.

O lucro tributável pode ser diminuído por uma ampla gama de depreciações e deduções, assim como salários de funcionários e diretores, provisões e faturas.

Os lucros acumulados geralmente podem ser distribuídos aos acionistas - sejam pessoas físicas ou jurídicas - após o final do ano comercial e são tributáveis a eles como dividendos. Especialmente o fluxo de dividendos para outra corporação é muito vantajoso, como você verá na primeira estratégia.

Estratégia 1: Implantação de estruturas de holding

Imagem de um escritório corporativo em atividade

Por que todo empreendedor de sucesso possui no mínimo 2 GmbHs? A razão está nas vantagens comparativas e fiscais que uma denominada holding pode oferecer.

Uma holding é necessária para implementar com sucesso algumas das outras estratégias. Como cada negócio envolve certos riscos, criamos uma estrutura de holding para evitar esses riscos. Portanto, separamos o negócio operacional e a acumulação de ativos em uma subsidiária é uma empresa matriz. Dependendo da atividade comercial, isto também pode incluir inúmeras outras filiais. 

Assim, não é apenas uma boa maneira de minimizar os riscos para manter um GmbH separada para cada negócio e projeto independente, das quais as ações são totalmente detidas por um GmbH limitada. Naturalmente, as participações menores em outras empresas também devem ser administradas através de uma holding.

Especialmente do ponto de vista fiscal, é possível assegurar ótimas vantagens com uma boa estrutura de holding. Se os dividendos ou lucros de vendas fluírem para a empresa matriz em vez da pessoa física, são devidos impostos significativamente mais baixos. 

Enquanto o acionista geralmente paga imposto sobre dividendos em cerca da metade de sua taxa de imposto de renda pessoal (40% dos dividendos são isentos de impostos, 60% - as apólices de seguro saúde são tributados a partir disso), a matriz paga apenas 5% de imposto retido na fonte no valor do imposto de renda corporativa e do imposto comercial. 

Dependendo da otimização do imposto comercial (veja abaixo), a alíquota do imposto está, portanto, entre 0,75% e 1,4% (5% do imposto sobre as empresas de 15%, + 5% do imposto sobre o comércio de 5-15% + contribuição de solidariedade). No final, temos uma economia de quase 200%.

As diferenças são ainda mais significativas quando se vende um negócio. Embora o fisco conceda uma venda privilegiada uma vez na vida, mesmo aqui um único proprietário ainda tem que sangrar e pagar cerca de 25% do lucro da venda. E se não for apenas uma venda, então a taxa máxima a ser paga sobre o lucro de vendas é de 48%. Assim, com um lucro de uma venda de 1 milhão de euros, a metade da soma desaparece no ar.

No entanto, a situação é bem diferente se o lucro fluir para uma empresa matriz. Aqui também se aplica o imposto retido de 5% das despesas operacionais não dedutíveis - portanto, apenas 0,7% a 1,4% do ganho na venda é tributado - com uma carga tributária média comercial de cerca de 1,1% do valor da venda.

Com apenas 11.000€ euros em impostos a pagar sobre um milhão de receitas, o empreendedor economiza quarenta vezes a quantia a ser paga se vendesse através de sua pessoa física. E isso inclusive pode ser feito para todas as empresas que ele vender com lucro no decorrer de sua vida.

Naturalmente, o dinheiro agora está na empresa matriz e não com o acionista. No caso de uma distribuição para o acionista, os mesmos impostos são incorridos novamente como se o dinheiro tivesse fluído diretamente. Mas, como veremos nas outras estratégias, raramente faz sentido distribuir lucros excessivos. O lucro quase isento de impostos na holding pode ser usado com muito mais sabedoria - durante toda a vida.

Estratégia 2: A GmbH como o melhor seguro de pensão

Imagem de idosos sentados em um parque

Este artigo apenas irá tocar levemente no assunto sobre as preparações para a própria velhice. Deve-se notar, entretanto, que a geração atual com menos de 50 anos dificilmente pode contar com o sistema de pensão estabelecido pelo estado

Taxas de juros baixas a negativas também levam a planos de aposentadoria privada ou apólices de seguro de vida que dificilmente valem a pena. Portanto, é certamente muito melhor tomar a responsabilidade pela sua própria aposentadoria.

Felizmente, isso ainda é possível na condição de empreendedor na Alemanha. Ainda não existe um seguro de aposentadoria estatal obrigatório para os diretores administrativos de uma GmbH, mas isso poderia mudar já neste ano para que o sistema de pensão possa ser mantido por mais alguns anos. 

Por que a GmbH é o melhor seguro previdenciário? Em primeiro lugar, você pode investir como quiser, em segundo lugar, é possível otimizar os impostos sobre investimentos e, em terceiro lugar, você também pode controlar a carga tributária privada como quiser.

Como vimos na primeira estratégia, o empreendedor inteligente instala uma estrutura de holding no início de sua carreira, na qual grande parte das distribuições de lucros e possíveis receitas de vendas de seus vários projetos fluem e são tributados a uma taxa muito baixa. A empresa matriz não está operacionalmente ativa, mas serve apenas ao propósito de gestão de ativos. Isto pode sustentar a GmbH por toda a vida.

Isso porque não há obrigação de fechar uma GmbH quando a carreira empresarial ativa termina. Se houver substância suficiente na GmbH, o empreendedor pode distribuir para si próprio os lucros acumulados ou recorrentes à vontade até o final de sua vida e utilizá-los de forma privada para fins fiscais.

Vamos supor que em 50 anos de atividade o empreendedor, que começou cedo na vida, foi capaz de canalizar uma modesta soma de apenas 20.000€ euros por ano em média para sua holding (depois de todos os impostos.) Ele investe estes 20.000€ euros anuais em um fundo de índice padrão que produz um retorno médio de 10% em 50 anos. 

No exemplo, os custos administrativos e sobretaxas são compensados com os lucros dos dividendos. Somente através dos seus próprios depósitos, ele chega a 1€ milhão de euros no final de sua atividade como empreendedor. Quem agora pensa que com um retorno médio de 10%, sairia apenas com 1.100.000€ está muito enganado.

O efeito de juros compostos ao longo de 50 anos é enorme. Nosso empreendedor pode ficar feliz com cerca de 50.925.000€ euros, o que agora significa também outros 10% anualmente, ou seja, 5 milhões de euros em renda passiva.

Assumindo que ele paga a si mesmo a soma total por diversão na aposentadoria, ele chega a uma renda anual da qual ele deve, é claro, pagar uma quantia correspondentemente alta de impostos. Ele decide, portanto, enquanto ainda está em atividade, ir pagando apenas uma quantia fiscalmente otimizada, a fim de deixar os bens crescerem ainda mais e para depois serem repassados aos seus descendentes.

É claro que o cálculo acima é feito sem o imposto sobre os ganhos de capital que se acumula na Alemanha sobre os ganhos cambiais. Se ele administrasse seu fundo de índice de forma privada, não só perderia 26,375% de sua soma final de 50.925 milhões, como também teria um efeito de juros compostos muito menor e, após 50 anos de trabalho duro, só chegaria a ativos de um valor ainda considerável de 32.462.389€ euros.

Economizar cedo vale a pena aqui - com apenas 30 em vez de 50 anos de maturidade, "só" se chegaria a 3.948.819€ euros.

No entanto, é bastante diferente em sua holding. Semelhante aos dividendos e receitas de vendas, os ganhos de capital em uma sociedade de responsabilidade limitada também são tributados muito favoravelmente, ou seja, novamente apenas à alíquota de 5% do imposto de renda corporativo e possivelmente do imposto comercial sobre ganhos de capital realizados.

No caso de reinvestimento dentro da GmbH, apenas cerca de 0,75% ao invés de 25% de imposto de renda corporativo é devido. Assim, após 30 anos são 5.426.565 euros e após 50 anos são novamente mais de 50 milhões.

É claro que o empresário também poderia fazer investimentos muito mais lucrativos ou, em vez de investimentos nos mercados de capitais, ele poderia se concentrar em imóveis ou similares. Mas mesmo uma ETF passiva absolutamente realista com um aumento médio de 10% no valor pode significar uma fortuna no final da atividade empresarial com a qual se podia apenas sonhar no início de sua carreira.”

Estratégia 3: Utilização de provisões

Ilustração do ativo financeiro sendo maior que o recurso humano

Mas fica ainda melhor: nosso empreendedor está planejando uma viagem de luxo ao redor do mundo que durará vários anos depois de deixar de ser um diretor administrativo ativo, mas ele não quer fazer uso da substância de sua holding. E ele não precisa disso - porque as provisões (Rückstellungen) que sua GmbH acumulou ao longo de 50 anos são mais do que suficientes para isso.

Provisões não devem ser confundidas com reservas. 

  • As reservas (Rücklagen) têm a ver com capital próprio e não desempenham nenhum papel aqui. 
  • As provisões, por outro lado, são reservas de capital da empresa que reduzem os lucros a fim de poder cumprir com suas obrigações no futuro.

Isto inclui, por exemplo, o cumprimento das obrigações de arquivamento do fisco, o risco de faltarem pagamentos de clientes ou também provisões de impostos e pensões. As provisões são geralmente opcionais e apenas em alguns casos obrigatórias. Elas reduzem o lucro de uma empresa e podem ser dissolvidas, mas depois são adicionadas ao lucro de uma empresa. 

As provisões não constituem por si só uma economia de impostos, mas oferecem a oportunidade de reter dinheiro livre de impostos na empresa operacional antes de pagar o imposto corporativo e comercial e de economizar uma quantia surpreendente com a ajuda do efeito de juros compostos.

Isto também foi o que nosso empresário fez em sua empresa de responsabilidade limitada operacional e reservou provisões mensais para sua aposentadoria pessoal. Inteligente como ele era, mandou sua empresa de responsabilidade limitada escrever uma carta para si mesmo no início de sua carreira empreendedora aos 20 anos de idade, na qual uma compensação de aposentadoria de 2000€ euros mensais seria devido no futuro por seu bom trabalho. 

Com a ajuda de um relatório atuarial, ele teve as provisões necessárias para seu investimento de capital confirmadas, que lhe pagarão sua aposentadoria todos os meses depois de atingir a idade de 70 anos.

Na prática, há algumas coisas a serem consideradas aqui. Geralmente, tal pagamento de salário só é possível a partir dos 60 anos de idade. E embora o salário prometido possa ser ajustado para cima em caso de desenvolvimento comercial positivo, nunca deve ser inferior ao salário do atual diretor-gerente sem entrar em problemas com o fisco. Uma redução salarial em anos de maus negócios deve, portanto, ser evitada.

É claro que podem ser criadas provisões para uma variedade de outras coisas. Aqui, um contador deve ser procurado a fim de estabelecer uma estratégia própria de provisões. Há uma grande diferença entre uma parte do lucro está diretamente sujeita ao imposto corporativo e comercial ou somente após 50 anos de retenção quase isenta de impostos. O imposto não é, portanto, evitado, mas atrasado.

As provisões são teoricamente também concebíveis para os empreendedores individuais, mas na prática elas têm que ser incorporadas nos balancetes, o que não é obrigatório abaixo de 500.000€ euros de faturamento. Além disso, a provisão central do salário de aposentadoria para o diretor-gerente não pode ser formada.

Estratégia 4: Dedução e depreciação corretas

Imagem de pilhas de moedas em ordem decrescente

Por mais astuto que seja nosso empreendedor, ele conhece inúmeras outras estratégias além de provisões para reduzir seu lucro. Aqui discutiremos apenas brevemente as mais importantes - a dedutibilidade das despesas comerciais e a depreciação. É claro que os empresários individuais também podem fazer isso até certo ponto, mas uma empresa de responsabilidade limitada tem muito mais possibilidades.

Especialmente no que diz respeito à dedutibilidade das despesas comerciais, existem longas listas, pois o fisco não quer sair de mãos vazias no final. Inúmeras exceções e regras especiais exigem um contador competente em qualquer caso, a fim de reduzir o máximo possível o lucro. 

Quanto mais próximas as despesas estão da vida privada, mais difícil fica para que sejam reconhecidas. Com um pouco de habilidade, as seguintes despesas privadas também podem ser realizadas através de uma empresa, que deve então, naturalmente, manter contas e pagá-las de acordo.

  • Recibos de hospitalidade: Os recibos de hospitalidade são dedutíveis até 70% do valor do imposto e o IVA também é reembolsável. Embora exijam um pouco de esforço, geralmente são dedutíveis de impostos se feitos corretamente. Para isso, os recibos correspondentes devem ser mantidos tanto como originais quanto como cópias (obrigação de mantimento de recibos por 10 anos), conter os nomes de todos os participantes além do seu próprio, declarar o motivo da refeição de negócios, especificar os custos incluindo gorjetas e finalmente assinar com o local e data.
  • Viagens: Se uma viagem está relacionada a negócios, as despesas de viagem também são geralmente dedutíveis em sua totalidade. Com bom aconselhamento fiscal, blogueiros de viagem e profissões similares têm a oportunidade de deduzir uma grande parte de seus custos anuais de seus impostos. Sob certas circunstâncias, pode até fazer sentido contratar um funcionário apenas com o objetivo de administrar um blog, que, dependendo do tipo, duração e frequência da viagem, cria o conteúdo correspondente e garante uma maior probabilidade de dedução.
  • Carro: O carro da empresa é um tema muito complicado do ponto de vista fiscal, que não queremos abordar aqui. Naturalmente, todos os custos relativos a um carro da empresa podem ser geralmente deduzidos dentro da empresa se os regulamentos necessários forem observados.
  • Telefone e Internet: É claro que um celular com um plano de dados móveis mais caro pode, naturalmente, também ser deduzido pela GmbH se ela concluir e pagar pelo contrato. O mesmo se aplica, é claro, a todas as outras despesas para a criação de um escritório e afins.
  • Investimentos financeiros: É incompreensível porque muitos diretores pagam a si mesmos um salário altamente tributado ou distribuem efetivamente lucros tributados de forma semelhante para depois investir o dinheiro no privado e novamente tê-lo altamente tributado. Ao invés disso, é claro, a GmbH também pode fazer investimentos em dinheiro - sob a já conhecida enorme economia de impostos durante a retenção.
  • Depreciação: A depreciação também é um tema muito complicado que pouquíssimos leigos entendem na prática. Entretanto, quando utilizada corretamente, a depreciação também oferece a possibilidade de reduzir a carga tributária de uma GmbH. A depreciação nada mais é do que o desgaste de um bem que naturalmente perde valor ao longo de sua vida útil. De acordo com a lei fiscal, um computador deprecia durante um período de cerca de 3 anos - ele pode ser depreciado anualmente a 33,3%.

Todo empreendedor deve discutir com um contador competente as possibilidades exatas de utilizar a depreciação.

A melhor estratégia é encontrar investimentos que causem um prejuízo fiscal graças à depreciação, mas que gerem um fluxo de caixa positivo para a empresa.

Isso se deve ao fato de que o acúmulo de ativos é calculado de forma diferente pelo fisco graças à depreciação do que por um empreendedor. Por exemplo, um investimento em um apartamento para aluguel ainda pode gerar um fluxo de caixa positivo após os custos de administração, juros e reembolso do empréstimo, enquanto o fisco vê uma perda devido à depreciação do apartamento, que pode ser deduzida do fluxo de caixa positivo. 

O cálculo monetário e o cálculo de impostos são, portanto, diferentes e possibilitam a redução de impostos, mesmo se ainda se está efetivamente obtendo lucro. Isto é particularmente eficaz quando são compradas casas ou apartamentos listados em áreas de reforma, pois aqui se aplica uma taxa de depreciação de 9% nos primeiros 8 anos e 7% depois, em vez dos 2% habituais. Tal propriedade pode, portanto, ser totalmente depreciada após apenas 12 anos e com a estratégia de compra correta (como pessoa física neste caso), pode ser vendida livre de impostos.

Seguros: Por último, mas não menos importante, não devemos esquecer dos seguros que a GmbH pode utilizar para proteger seu diretor administrativo e seus funcionários. Além do seguro de saúde privado, isto pode incluir, por exemplo, seguro de responsabilidade civil internacional, seguro de invalidez ocupacional, seguro de proteção jurídica e muitos outros que correspondem ao próprio perfil de risco de cada um.

Estratégia 5: Salário - Empreendedor e freelancer

Imagem de um homem trabalhando em seu notebook

Isso é tudo? Não - é claro que existem outras maneiras pelas quais o empresário gestor pode reduzir os lucros de sua GmbH. Estes incluem, acima de tudo, seu próprio salário e o de qualquer funcionário.

Mais uma vez, existem regras específicas que cada diretor administrativo deve seguir. Se o salário é muito baixo, simplesmente não é suficiente para cobrir os custos privados necessários. Se for muito alto, o fisco pode suspeitar de uma distribuição de lucro oculta e não reconhecer parte dela para fins fiscais.

Embora o diretor administrativo geralmente saiba melhor qual é o salário apropriado para o tamanho, o faturamento e o sucesso da empresa, ele não deve se desviar dos salários habituais dos diretores administrativos em posições comparáveis. Em última análise, o salário deve ser determinado pelos sócios, mas neste exemplo assumimos uma GmbH de um homem só.

É essencial que o contrato de trabalho preveja uma certa flexibilidade, tal como um ajuste anual do salário do diretor administrativo. Desta forma, o diretor administrativo também é capaz de ajustar seu salário para cima em tempos bons ou para baixo em tempos ruins.

Em geral, o salário do diretor administrativo deve, se possível, ser fixado de tal forma que reduza o lucro da empresa de acordo, mas, ao mesmo tempo, não seja tributado muito alto para o indivíduo privado. O ideal é que este limite seja o valor do imposto corporativo e comercial a pagar, ou seja, entre 22% e 30%.

Isto deve ser calculado individualmente, dependendo da situação e da classe do ativo. A propósito: não há nenhuma obrigação de pagar um salário ao diretor administrativo como em outros países. No entanto, na ausência de outras receitas, o salário deve ser fixado pelo menos de forma a cobrir os custos essenciais da vida privada. Como já vimos, porém, isto não precisa ser muito, pois a GmbH já pode assumir uma grande parte.

Se você tem várias empresas, mas não é o diretor administrativo de todas elas, você também tem a opção de ser empregado como um micro empregado (Minijobber) por sua própria empresa. Os micro empregos são irrelevantes para o cálculo do imposto de renda e custam comparativamente pouco à empresa, enquanto você ainda pode obter um pouco de dinheiro de bolso livre de impostos.

Estratégia 6: Trazendo a família para a empresa

Imagem de pessoas dados suas mãos em prol de um objetivo

Isto também é chamado de trabalho de 450€, que custa à GmbH apenas 15% adicionais em contribuições de aposentadoria sobre os 450€. Os 3,7% restantes são suportados pelo micro empregado e reduzem-no a um valor líquido de 433€. 

Os micro empregados, entretanto, operam fora das leis tributárias e podem tirar proveito de inúmeros benefícios, além de sua isenção de impostos. Por exemplo, eles têm horas extras de domingo, feriado e trabalho à noite livres de impostos, uma quantia isenta de adicional de 1080€, ajuda de custo de viagem, pagamento de custos do cuidado das crianças e uma certa ajuda de custo para pensões corporativas.

Especialmente a esposa/marido, em particular, pode assim reduzir o lucro da GmbH sem se sujeitar a impostos.

Naturalmente, esses micro empregos também podem ser dados aos próprios filhos, por exemplo:

  • se uma quantia tiver que ser paga para financiar seus estudos de qualquer forma. Sob certas circunstâncias, os apartamentos dos descendentes podem ser reservados como instalações comerciais e as refeições conjuntas podem ser reservadas como custos de hospitalidade. 
  • Finalmente, a próxima geração é introduzida para assumir a administração da empresa. Só deve haver sempre atividade real para a empresa - não importa com o que seja.

Estratégia 7: Redução do imposto comercial

Imagem de documentos fiscais e livros sobre impostos

Lentamente, apenas deduzimos e reduzimos uma vez o volume de negócios a um lucro mínimo. Mesmo aqui, porém, a economia de impostos não para. Temos que pagar impostos sobre este lucro residual, mas podemos muito bem alterar a taxa de tributação.

Na Alemanha, normalmente se aplica uma taxa de imposto de renda corporativo de 15%. Além disso, há um imposto comercial de valor semelhante, que pode, entretanto, ser reduzido com uma escolha inteligente de localização. Finalmente, cada município da Alemanha pode estabelecer sua própria taxa de coleta do imposto comercial, desde que ela seja de pelo menos 200%.

Na prática, isso não deve ser subestimado. Em alguns municípios da Alemanha, você na verdade só paga menos da metade do imposto comercial do que em municípios que querem roubar seus cidadãos. Infelizmente, há uma taxa de coleta mínima de 200% que todos os municípios têm que cumprir.

No entanto, pode fazer sentido transferir seu local de negócios para um município apropriado, se sua atividade comercial for adequada ou nas proximidades. Afinal, no melhor dos casos, você pode economizar 8% em impostos comerciais.

Mas aqui, também, o negócio deve ser realizado a partir deste município. Se for apenas uma caixa postal, enquanto o escritório estiver localizado em outro município, muito provavelmente você não se safará com isso.

No entanto, especialmente para empresários internacionalmente ativos e "nômades digitais" que de qualquer forma quase nunca estão na Alemanha, tais possibilidades de uso certamente se apresentam. Mesmo o aluguel de um pequeno escritório pode fazer sentido, mas deve ser calculado de acordo.

As alíquotas do imposto comercial dos municípios podem ser facilmente pesquisadas na Internet. Entre os municípios com as taxas mais baixas da Alemanha estão, por exemplo:

  • Monheim am Rhein,
  • Frankfurt-Eschborn,
  • Berlin-Schönefeld, que é conhecido por seu aeroporto. 

Em geral, qualquer coisa abaixo de 300 é muito boa. As cidades maiores geralmente têm taxas mais altas do que as áreas circunvizinhas. As taxas de coleta do imposto comercial estão sujeitas a mudanças constantes, mas nenhum extremo.

A taxa de coleta (Hebesatz) correspondente (por exemplo, 300) é calculada através do lucro relevante do imposto comercial (por exemplo, 50.000€) pelo chamado índice fiscal (Steuermesszahl), que é uma taxa uniforme de 3,5%.

Neste caso, seriam 1750€ sobre 50.000€ de lucro. Estes 1750€ são agora multiplicados novamente pela taxa de avaliação (por exemplo, 300%), o que resulta numa carga tributária comercial de 5250€, ou seja, um pouco menos de 10% do lucro.

Entretanto, este valor bastante elevado também pode ser reduzido ainda mais como proprietário de uma corporação, a saber, através da dedução do imposto comercial.

Estratégia 8: Utilizando a dedução do imposto comercial

Imagem de documentos ficais, calculador e um livro sobre impostos

Pode-se argumentar que a dedução do imposto comercial é apenas para empresários individuais e sociedades pessoais. De fato, eles frequentemente alegam ter uma carga tributária mais baixa porque não se paga imposto comercial sob uma quantia isenta de 24.500€. No entanto, as empresas de responsabilidade limitada também podem se beneficiar da dedução do imposto sobre o comércio.

Tudo funciona através do chamado "sócio passivo atípico", uma pessoa privada que participa da empresa com um pouco de dinheiro e em troca recebe uma parte dos lucros. Isto também pode chegar a um mínimo de 1%, mas já significa a possível utilização da quantia isenta de imposto comercial de 24.500 euros, que é deduzido do lucro.

Embora a GmbH continue a contar como uma sociedade de capitais anônima, tecnicamente é uma sociedade pessoal para fins de imposto comercial devido ao sócio passivo. O sócio passivo não deve ter nenhuma conexão com a empresa, tais como pais, filhos ou bons amigos.

Não há risco, pois ele também está coberto pela responsabilidade limitada da GmbH. Ele não está diretamente envolvido em possíveis perdas relativas às suas ações, só tem que liquidar suas perdas antes de uma nova distribuição de lucros.

Naturalmente, esta opção não está disponível apenas para uma sociedade de responsabilidade limitada, mas também pode ser aplicada individualmente a cada sociedade operacional sob uma holding.

Com uma divisão inteligente de diferentes ramos de negócios em diferentes corporações, não apenas o risco empresarial pode ser minimizado, mas também uma quantidade considerável de imposto comercial pode ser poupada.

Estratégia 9: Cuidado com os empréstimos

Imagem de uma mulher sorrindo segurando notas de euros

Supondo que você queira implementar a estratégia explicada até agora e transferir seus ativos privados para a sociedade de responsabilidade limitada, o desafio é realmente trazer os ativos para a sociedade de responsabilidade limitada. A maneira usual de fazer isto é um empréstimo - depósitos de ações e afins também podem ser transferidos muito facilmente desta forma.

Um empréstimo é vantajoso de vários pontos de vista. É rápido e fácil - tudo o que é necessário é um contrato de empréstimo seguido do pagamento em uma conta comercial. Não requer nem mesmo um notário.

Ela traz renda de juros para o credor, que é tributável como parte do imposto de renda neste caso. E - afinal de contas, é um empréstimo com prazo limitado - pode ser retirado da corporação livre de impostos em algum momento.

É apenas importante saber o valor correto dos juros. Taxas de juros muito baixas ou nulas são frequentemente consideradas pelo fisco como um presente com o correspondente imposto sobre presentes, enquanto taxas de juros muito altas são consideradas como uma distribuição oculta de lucros. 

Em geral, é aconselhável orientar-se sobre as condições atuais do mercado de acordo com o termo. No entanto, os empréstimos trazem consigo um certo risco. Isto porque um administrador de insolvência pode contestar o pagamento de um empréstimo se este datar de menos de um ano - e mesmo que uma mudança de proprietário já tenha ocorrido.

Por exemplo:

  1. Você vende a GmbH a um parceiro comercial, mas como ele não precisa do empréstimo, você o reembolsará e pagará o valor total de volta.
  2. Se o novo parceiro se tornar insolvente dentro de um ano, o dinheiro pago do empréstimo pode ser requerido de volta na totalidade e na prática desaparece completamente.
Portanto, é altamente significativo reembolsar o empréstimo em tempo hábil, de preferência 1 ano antes da venda planejada, e desembolsar o dinheiro de forma privada novamente.

O que estas estratégias não são

Ao aplicar todas as estratégias aqui mencionadas, você otimizou seus impostos tanto quanto possível dentro do sistema. Em vez de pagar metade de sua renda, você pode abrir mão de apenas um quarto por ano e acumular sua riqueza muito mais rápido. Mas tenha em mente que isso também tem seu preço.

Os contadores competentes são raros e causam custos correspondentes. Mesmo com orientação especializada, escrituração contábil, contabilidade e a dedutibilidade associada das despesas da empresa são uma grande despesa da qual muitos se esquivam.

Além disso, a maior parte da renda obtida está "presa" na holding, ou seja, sob uma carga fiscal preferencial, ela só pode ser utilizada para outros investimentos, não ou dificilmente para uso privado.

Além disso, existem os perigos da tributação de saída e uma batalha constante com as autoridades fiscais, o que dificulta ao máximo o seu sucesso econômico como empresário.

Talvez, somente por razões mentais, você prefira se concentrar em um modelo que lhe proporcione isenção de impostos com uso privado total, sem precisar manter contabilidade, com maior anonimato e custos mais baixos. Isso é facilmente possível - mas requer sua eventual saída da Alemanha. 

Algo a ser cuidadosamente planejado como proprietário de uma sociedade de capitais, porém muito mais rápido de ser implementado como empresário individual ou iniciante. Porque sejamos honestos: nem o sol brilha na Alemanha por mais de seis meses!

Conclusão

Seja uma imigração por impostos, clima, mentalidade, cultura, política ou para fugir dos imigrantes existem milhares de outras razões para deixar um país além dos impostos. Por isso, não se deve fixar muito isso.

Porque na Alemanha, com uma certa tolerância ao sofrimento, você ainda pode construir um modelo funcional e explorar o sistema existente. Em muitos outros experimentos dos engenheiros da política, é muito mais difícil resistir.

No entanto, é essencial lidar com os temas aqui destacados e não o deixar para o seu contador. Você deve ser capaz de ter sua opinião ou, se necessário, trocar seu contador. 

A Settee em si não faz nenhuma contabilidade, mas podemos recomendar contadores de confiança na Alemanha. É claro, a estruturação correta também pode ser explorada em uma consultoria.

Quer saber mais sobre a Alemanha? Então confira nosso episódio #6 do Contra o Vento Podcast sobre trabalho, estudos e vida no país:

Porque a sua vida te pertence!

Curtiu este artigo? Compartilhe!
Logo da Settee

Settee

Consultoria de Internacionalização

A Settee é uma equipe global de empresários, nômades digitais e consultores especializados em estratégias de internacionalização. Agende já sua chamada introdutória.

Últimos artigos

Ver todos os artigos
Thumbnail do Artigo
1/12/2022

Como Sobreviver em um Mundo de Hiperinflação

Neste artigo, vamos abordar a história econômica recente da Argentina em poucas palavras, mergulhar em como as pessoas lidam com um estado constante de inflação ultra alta e porque viver de renda remota na Argentina é um bom negócio.

Ler mais
Thumbnail do Artigo
28/11/2022

Porque Dubai: Abertura de Empresa e Visto nos Emirados 

Neste artigo, te explicaremos detalhadamente porque Dubai está se tornando, cada vez mais, um destino muito atraente para empresários e nômades, desde abertura de empresas e vistos para imigrantes.

Ler mais