Os 5 Maiores Mitos Sobre Offshore

Ícone de Relógio
11 min
Publicado em:
21/11/2022
Última Atualização em:
22/11/22
Article Background Image
Article Background Image
Article Background Image
Temas Abordados Neste Artigo

Você conhece os 5 maiores mitos offshore?

Muitos dos nossos leitores puseram nosso conhecimento em prática nas últimas semanas. Com nossa ajuda, eles abriram contas offshore, aprenderam mais sobre as possibilidades de sua internacionalização ou até mesmo partiram diretamente para uma vida como viajantes perpétuos. Você também pode fazer isso - basta entrar em contato!

No entanto, alguns ainda estavam inicialmente presos a vários mitos que são frequentemente espalhados sobre estratégias offshore. Não me refiro apenas aos mitos que a mídia influenciada pelo estado sempre gosta de espalhar.

Offshore não é ilegal nem imoral - e de fato, apenas alguns poucos parecem enxergar isso. Além de centenas de e-mails entusiasmados, quantos críticos vieram? Nenhum!

Todos gostam de economizar impostos e burocracia - independentemente de sua ideologia. No entanto, existem outros mitos que passam conceitos errôneos sobre serviços offshore. Nós gostaríamos de chegar ao fundo destes mitos neste artigo.

Depois disso, espero que você tenha uma compreensão mais realista do que o espera no seu caminho para mais liberdade e autodeterminação através de estratégias offshore!

A liberdade pessoal é para todos - espero que você esteja pronto para obtê-la!

Mito V: Você pode obter um segundo passaporte sem sair de sua casa

Quem tem uma cidadania europeia pode pensar que os segundos passaportes não são grande coisa.  De fato, eles não oferecem vantagens tão significativas para cidadãos da UE, apenas custos elevados em tempo e dinheiro. No entanto, sempre nos surpreende o quanto a demanda é grande. 

Imagem de passaportes americanos

Há mais pessoas voltadas para o futuro do que pensávamos, que estão muito preocupadas com a eventualidade de uma rápida decadência da Europa Ocidental. Infelizmente, muitas vezes eles têm a ideia errada sobre a compra de segundos passaportes. A razão é, naturalmente, que há muitas ovelhas negras (ver também Mito I) que querem pegar seu dinheiro sem poder lhe entregar o passaporte. 

Um tempo atrás, tornou-se público o que a Settee sabia internamente já meses antes. Uma conhecida empresa offshore ganhou milhões de seus clientes. Mas não só os clientes nunca mais viram seu dinheiro - seus passaportes prometidos também nunca chegaram.

Este caso ilustra muito bem como as pessoas crédulas são atraídas e enganadas. Especialmente nos EUA, devido à tributação por cidadania, a busca de segundos passaportes válidos é um assunto que cada vez mais cidadãos dos EUA estão levando a sério

Infelizmente, eles confiam demais em figuras hipócritas ou websites de aparência profissional com suporte ao cliente adequado. Por exemplo, um conhecido que se apaixonou pelo esquema de passaporte acima mencionado nos disse que ele foi tratado como realeza. Claro, só até ele ter pago…

Em geral:

  • Deve-se ser extremamente cético, especialmente com ofertas que outros "fornecedores" também não oferecem.
  • Se houver um programa legal de cidadania por investimento, ou seja, a compra ou o investimento de passaportes, o governo em questão terá seu próprio website.
  • É o mesmo com as condições de residência permanente e naturalização. Qualquer coisa que não esteja de acordo com os estatutos legais do país é muito provavelmente um esquema fraudulento.

No México, um país notoriamente corrupto, parecia fácil estabelecer um segundo programa de passaporte de aparência válida com funcionários corruptos, mas acabou falhando. Aqui, velocidade, simplicidade e baixo custo foram anunciados - fatores que normalmente não se aplicam à aquisição de uma segunda cidadania.

É um mito acreditar que se pode adquirir um segundo passaporte rapidamente, sem burocracia e de forma barata (com exceção das cidadanias por descendência). É um mito ainda maior acreditar que se pode fazer isso a partir do conforto das próprias quatro paredes.

Com exceção de um ou dois países caribenhos, você não pode. Diz-se que St. Kitts e Nevis, por exemplo, enviaram seus oficiais de imigração para a Rússia ou o Oriente Médio por sobretaxas muito substanciais - mas o cidadão médio certamente não pode arcar com isso. Mesmo programas que valem milhões como Malta requerem várias visitas ao país.

Acima de tudo, é importante ficar longe dos chamados passaportes diplomáticos, que discutiremos novamente em um artigo à parte. Estes sempre soam maravilhosos, mas geralmente não são autorizados e são pouco acessíveis aos meros mortais. 

É o que acontece com documentos de viagem não autorizados quando um é pego pode rapidamente se tornar desagradável - seja um passaporte diplomático não autorizado ou um segundo passaporte obtido por corrupção ou mesmo falsificado.

Uma comparação com um registro central na era da informação - e as falsificações já são identificadas. O fato de algumas ovelhas negras aconselharem seus clientes a não entrar no país de emissão com seus passaportes diz tudo…

Todas as tentativas de obter um segundo passaporte sem gastar dinheiro e tempo fracassaram ou terão consequências muito negativas em algum momento. Isto não quer dizer que não existam boas opções para obter segundos passaportes

Basta livrar-se dos mitos offshore de que seriam necessários alguns cliques e um pagamento com cartão de crédito. Aqueles que querem uma segunda cidadania geralmente têm que meter a mão na massa e ir para seu país de destino.

Não apenas para cumprir a duração mínima de estadia por ano no país de destino para manter a residência permanente através de uma breve escala, mas para cuidar da papelada no local. 3-4 visitas com estadias mínimas de 3-4 semanas são a regra, não a exceção.

Não importa o que muitas agências prometem, um especialista em imigração local deve sempre ser preferido. Fazer um pouco mais do que os governos exigem é a melhor alternativa de qualquer forma.

No Uruguai, por exemplo:

  • houve recentemente um aumento das queixas de imigrantes aos quais foi recusado um segundo passaporte, apesar de teoricamente terem preenchido as condições necessárias. 
  • Entretanto, como eles passaram muito tempo fora do país e seu centro de vida no Uruguai é, portanto, duvidoso, as autoridades recusam a naturalização. 

Os poucos anos necessários para adquirir uma segunda cidadania, especialmente em muitos países da América Latina, deveriam, portanto, ser gastos principalmente lá, com poucas exceções, se obter um passaporte for algo que você está levando a sério.

Mito IV: Tudo para as empresas offshore acontece da noite para o dia

Se você pensa em um excelente atendimento ao cliente, tempos de espera curtos e nenhuma burocracia quando ouve a palavra offshore, tememos que vamos ter que desapontá-lo. As exceções provam a regra, mas em muitos dos clássicos destinos offshore o serviço geralmente é pior do que o que você está acostumado a receber em casa. 

As ilhas offshore clássicas simplesmente carecem do capital humano adequadamente treinado para fornecer serviços de primeira classe. Poucas pessoas querem viver permanentemente nestas ilhas, exceto os habitantes locais. Além de um serviço mais pobre, existem muitas vezes barreiras linguísticas e diferenças culturais. Tudo isso pode tornar o uso de serviços offshore um caso frustrante

Especialmente em assuntos de imigração, a burocracia do governo se arrasta e você muitas vezes tem que correr para muitas autoridades diferentes no caso de assuntos de imigração. Isto varia de país para país e as promessas muitas vezes não resistem a um exame crítico. 

Especialmente na África, no Caribe e na América Latina, você deve ter cuidado com os prazos que lhe são dados - geralmente leva muito mais tempo do que o planejado. Como nós na Settee podemos confirmar a partir de nossa própria experiência, o estilo de vida ali é muito mais relaxado.

Mito III: Tudo é mais barato offshore

Um dos grandes mitos é que os serviços offshore são mais baratos. Mas por que deveriam ser?

Os bancos offshore são superiores aos seus concorrentes onshore em todos os sentidos - exceto no preço. Afinal, os bancos onshore se financiam emprestando dinheiro no sistema de reservas fracionárias e especulando com seu dinheiro; os bancos offshore muitas vezes não o fazem.

Eles têm índices de capitalização muito mais altos, e é por isso que podem gerar menos ou nada através de empréstimos. Por isso, eles dependem da cobrança de taxas.

Se você quer uma conta rápida e fácil de processar transações, certamente há provedores suficientes em seu país. Uma conta offshore muitas vezes cobra mensalidades, têm taxas de transferência e outras taxas que você deve estar ciente. 

Isto não significa que você vai perder muito dinheiro: o objetivo das contas offshore é apenas outro. Elas têm grandes vantagens, mas não são feitas para ficar transferindo dinheiro. Se você quiser fazer as duas coisas, então mantenha uma conta onshore também.

A situação é semelhante com as empresas offshore. Em países onshore como na Alemanha ou Áustria é relativamente desburocratizado e barato registrar uma empresa - apenas tem várias desvantagens sob a forma de impostos, regulações e contabilidade. 

A longo prazo, outros países são certamente mais baratos, mas a curto prazo você tem que gastar pelo menos 1000 euros ou seu tempo para registrar uma empresa offshore.

Mito II: Você precisa de um intermediário para abrir uma conta offshore

Liberdade fiscal, liberdade contábil e liberdade regulatória são poderosos incentivos que levam muitas pessoas a pensar e algumas a agir. Naturalmente, ela também oferece incentivos para que os que têm recursos possam criar dinheiro a partir do nada, sem oferecer nada perceptível em troca.

Nada contra isso se eles tirarem a burocracia das mãos do cliente - mas fazê-los acreditar que somente através deles que se pode abrir uma conta offshore é desonesto.

Imagem de uma ponte na floresta

Este é especialmente o caso de agências especializadas na abertura de contas offshore. É um mito acreditar que você precisa de um intermediário para abrir uma conta offshore. Quase todos os bancos offshore recomendados permitem que você abra uma conta sem intermediário, somente os requisitos podem variar. 

Portanto, um intermediário pode retirar parte do trabalho se você não quiser viajar pessoalmente para o país de destino ou lidar com uma montanha de papelada. Um certo tempo economizado vale 1.000 euros para muitas pessoas abastadas - mesmo que elas mesmas pudessem abrir a conta com 50 euros em poucas horas a mais.

A Settee tem uma Enciclopédia de Bancos Offshore onde você mesmo pode facilmente conferir centenas de opções de contas pelo mundo todo e abrir a de sua preferência. Muitos dos nossos leitores já o fizeram no Euro Pacific Bank, opção que detalhamos no nosso livreto gratuito disponível aos inscritos na nossa newsletter.

Como iniciante em estratégias offshore com pouco dinheiro, você não precisa de um intermediário. Com algumas horas de tempo, você mesmo pode fazer isso - mesmo com pouco inglês e falta de experiência.

Um intermediário pode ajudá-lo mais com contas comerciais para bancos offshore ou bancos com requisitos muito altos - ou em outros casos tirar trabalho fácil das suas mãos a um preço alto!

Mito I: Você pode acreditar em tudo o que lê na internet

Um dos maiores mitos, do qual os outros 4 mitos dependem, é que você pode acreditar em tudo o que está escrito na Internet.

Você acredita que tudo que está no blog da Settee é verdade?

Fazemos o nosso melhor para explicar tudo com precisão de acordo com o estado atual das coisas, mas nem sempre podemos oferecer uma garantia de 100%. As estratégias offshore são para pessoas maduras que são céticas em relação a novas informações.

É por isso que sempre encorajamos nossos clientes a fazer o máximo de perguntas possíveis - mesmo que isso nos custe tempo conferindo a validade das informações mais atuais com nossos advogados e contadores parceiros pelo mundo inteiro, é claro.

Além das fraudes óbvias já mencionadas (ver Mito 5), um grande problema é que a Internet não esquece nada. A este respeito, você pode se deparar com vários websites cujas informações já foram corretas, mas agora estão desesperadamente desatualizadas. Mas muitas vezes são indistinguíveis de páginas mais novas. 

Além disso, o mundo offshore se movimenta muito rapidamente. Os programas podem ser fechados ou abertos da noite para o dia, as legislações nacionais estão em constante mudança. Portanto, mesmo as informações governamentais devem ser tratadas com cautela, pois podem ainda não ter sido atualizadas.

A única coisa que ajuda contra os golpes é uma dose saudável de ceticismo. A Settee tem uma abordagem muito personalizada para você por uma razão. Ao contrário de muitas outras agências offshore, nós não nos escondemos atrás de um endereço de correio, mas mostramos nossos rostos. 

Tentamos conhecer nossos leitores, seja por e-mail, nosso grupo no Telegram, ou, na melhor das hipóteses, pessoalmente. Não é sem razão que organizamos meet-ups e eventos regularmente, como a Nomadays.

Podemos não ser engravatados que usam linguagem corporativa ao escrever nossos artigos. Mas você está mais interessado nas aparências ou nos resultados? Você prefere ser enganado por ovelhas negras do que receber conselhos honestos, independentes e personalizados? 

Se não for o caso, temos boas notícias para vocês. Em nossas consultorias de internacionalização, já ajudamos dezenas de pessoas interessadas a montar seu plano para alcançar sua soberania. Você pode conferir 19 exemplos de soluções encontradas para clientes da nossa rede aqui

Liberte-se dos mitos, mas não deixe que eles o impeçam de agir. Sim, em muitos casos é mais fácil, mais rápido e mais barato simplesmente permanecer em seu país de origem. Isto tem vantagens e desvantagens - assim como ir para o exterior.

O que faz mais sentido depende de sua situação de vida pessoal e de suas preferências. E é algo a que nos atentamos. A Settee não é uma empresa de consultoria orientada por comissões que quer jogar as últimas tendências offshore em cima de você. Se um serviço ou empresa não fizer sentido para você, então te diremos diretamente que é melhor não usá-lo. Ponto final.

Esperamos que você esteja prestes a entrar no emocionante mundo offshore! Mais dinheiro, mais tempo, mais diversão - porque a sua vida te pertence!

Curtiu este artigo? Compartilhe!
Logo da Settee

Settee

Consultoria de Internacionalização

A Settee é uma equipe global de empresários, nômades digitais e consultores especializados em estratégias de internacionalização. Agende já sua chamada introdutória.

Últimos artigos

Ver todos os artigos
Thumbnail do Artigo
1/12/2022

Como Sobreviver em um Mundo de Hiperinflação

Neste artigo, vamos abordar a história econômica recente da Argentina em poucas palavras, mergulhar em como as pessoas lidam com um estado constante de inflação ultra alta e porque viver de renda remota na Argentina é um bom negócio.

Ler mais
Thumbnail do Artigo
28/11/2022

Porque Dubai: Abertura de Empresa e Visto nos Emirados 

Neste artigo, te explicaremos detalhadamente porque Dubai está se tornando, cada vez mais, um destino muito atraente para empresários e nômades, desde abertura de empresas e vistos para imigrantes.

Ler mais