Estilo de vida

As Vantagens de Viver como um Viajante Perpétuo

Ícone de Relógio
10 min
Publicado em:
18/10/2021
Última Atualização em:
22/10/21
BUscar no Blog

Você deve estar se perguntando: O que é um Viajante Perpétuo? Não é apenas mais uma palavra da moda, como você poderia esperar. Viajante perpétuo, também conhecido como Perpetual Traveller (PT), é aquele que vive a arte de ser apátrida sem perder seus direitos como cidadão mundial.

Nenhum país é seu mestre; você é o mestre dos países que você escolhe de acordo com seus próprios critérios. Por exemplo, Panamá para sua residência, Emirados para seus negócios, Dominica para seu passaporte, Singapura para seu dinheiro e Tailândia para a diversão. Como Viajante Perpétuo, você diversifica sua vida e alcança total independência.

Viajante Perpétuo = Turista Permanente = Antigo Contribuinte 

Como viajante perpétuo, você pode entrar em países como um turista. Você também pode conduzir legalmente seus próprios negócios on-line ou oferecer seus serviços.

Naturalmente, entrar nos países como turista limita a quantidade de tempo que você pode passar em um só lugar. Em alguns países, o turista só pode ficar por um mês, em muitos o limite é 3 e em muito poucos como o México, o limite é de meio ano.

No entanto, muitas vezes você pode fazer o chamado "visa-run", ou seja, viajar para um país vizinho e retornar imediatamente com um novo visto.

Como cidadão de qualquer país europeu como Portugal, Itália ou Espanha, você também tem a valiosa oportunidade de viver permanentemente em cada estado membro da UE. É importante, entretanto, que você só fique enquanto ainda estiver classificado como um turista. Ao fazer isso, você geralmente não tem que pagar impostos.

Claro que, como Viajante Perpétuo, você também pode optar por se tornar residente em um país onde não precisa pagar impostos (como Panamá, Geórgia, Emirados, Tailândia).

Não é raro considerar a abreviação de Viajante Perpétuo (PT) para significar "Turista Permanente" (Perpetual Tourist) ou "Antigo Contribuinte" (Prior Taxpayer).

Sua obrigação fiscal depende da lei tributária de seu país de origem, que, com exceção dos EUA e da Eritréia, não tributa a renda obtida no exterior enquanto você não for residente. Em muitos países, aplica-se a regra dos 183 dias.

Desde que você passe menos de meio ano em um país, você não será considerado residente permanente e, portanto, normalmente pode evitar impostos se você satisfizer algumas condições adicionais.

Você também pode evitar impostos indiretos (IVA) utilizando os serviços necessários em países com impostos baixos ou inexistentes. O mesmo se aplica à compra de produtos (neste caso você também pode tentar obter o valor pago do IVA de volta).

Como residente na Austrália ou no Canadá, por exemplo, você pode ter o IVA pago em todas as compras nos países da UE reembolsado. Dependendo do país, este sistema também é possível para diferentes nacionalidades.

Outras vantagens de ser Viajante Perpétuo

Naturalmente, ser um Viajante Perpétuo não só proporciona benefícios em termos de impostos e de sua segurança – esse estilo de vida lhe oferece muito mais. Viajantes perpétuos raramente vivem em seu país de origem e isso, por si só, os torna especiais. Normalmente, são pessoas globais que deixaram suas zonas de conforto e estão abertas a novas experiências e informações.

Um Viajante Perpétuo é uma pessoa que pensa diferente.

Um dos grandes problemas para a maioria das pessoas é que elas tentam alcançar algo especial, fazendo o mesmo que todos os outros. Isto, é claro, é um desafio.

Uma pessoa normal vai à universidade, ganha seus diplomas, faz estágios e mais tarde passa em um concurso ou se candidata a um emprego e espera para ser escolhida entre centenas de candidatos.

Um viajante perpétuo vira as coisas de cabeça para baixo; eles não jogam de acordo com as regras. Eles criam sua própria empresa, investem o dinheiro que ganham, se não podem fazer o que querem no lugar onde estão vivendo, então vão para outro lugar e, é claro, se o Estado está sufocando seus negócios com regulamentos e impostos, então simplesmente o transferem para outro lugar…

Um Viajante Perpétuo tem a vantagem da geo-arbitragem

Geo-arbitragem tem tudo a ver com aproveitar ao máximo as características de diferentes zonas/países ao redor do mundo.

Como Viajante Perpétuo, você pode vender seus produtos ou serviços em áreas ricas que estão acostumadas a pagar preços altos e produzir os produtos ou desenvolver os serviços em áreas com a infraestrutura necessária, mas que são mais benéficas para os salários, leis, impostos, acesso a empregados e aos produtos ou materiais que você precisa.

Isto não se aplica apenas ao seu negócio, mas também a nível pessoal: você pode escolher ganhar seu dinheiro em uma moeda forte ou em um país que paga bem e viver em outro onde o custo de vida é muito mais baixo. Por exemplo, você poderia ganhar seu dinheiro na Espanha e viver no Paraguai. Ou você poderia ter clientes no Reino Unido e morar na Tailândia.

Um Viajante Perpétuo tem melhores conexões.

Como você vai descobrir quando começar a se mover pelo mundo, há muitas pessoas por aí que, como você, decidiram ir em busca de algo mais. Você está unido a estas pessoas por um vínculo invisível e uma necessidade de conhecer novas pessoas nas quais você pode confiar e que podem confiar em você.

Este não é geralmente o caso em seu país de origem porque você está cercado pelas mesmas pessoas e essas pessoas não têm tempo para dedicar-se a você, elas já têm o suficiente com seus velhos amigos, colegas de trabalho e famílias.

Um Viajante Perpétuo descobre mais oportunidades (de negócios)

Estar melhor conectado tem muitas vantagens, entre elas o surgimento de mais oportunidades de negócios.

Assim que você deixar de viver como todo mundo, você começará a apresentar muitas ideias novas, você encontrará coisas em outros setores e culturas que atrairão sua atenção e você poderá tentar se adaptar a outros mercados.

Além disso, você encontrará pessoas que estão fazendo muitas coisas excepcionais e você pode se unir a elas.

Você pode aprender uma variedade de coisas novas, particularmente idiomas.

E finalmente, como Viajante Perpétuo, você terá a oportunidade de aprender muitas novas habilidades, conhecer outras culturas e, é claro, aprender novos idiomas.

Mesmo se você só se mudar de Portugal para a Malásia ou se mudar do Brasil para o Uruguai, você ainda terá a oportunidade de descobrir uma sociedade completamente diferente e de ampliar significativamente seus horizontes pessoais e profissionais.

Como posso me tornar um turista perpétuo?

Se você já está convencido dos benefícios de se tornar um Turista Perpétuo, o próximo passo é lhe dizer como você pode se tornar um.

Como dissemos anteriormente, um Antigo Contribuinte não paga impostos, mas para deixar de pagá-los, ele tem que deixar de ser um contribuinte em seu país de origem. Por esta razão, o primeiro passo é cancelar o registro como residente fiscal e ir embora dele, se mudar para outro país.

Estes são os passos que você precisa dar para cancelar o registro no país do qual é cidadão:

  1. Deixe sua casa no país onde você é cidadão e cancele tudo o que possa implicar que você ainda esteja realmente morando lá (serviços, assinaturas, registro de carro, seguros...).
  2. Mude-se para outro país onde você pode facilmente se tornar um residente - este será seu país 'ponte'. Se você é cidadão da UE ou tem meios de obter residência lá, você pode se mudar para Chipre ou outro país europeu. Como Brasileiro, pode ir ao Paraguai.
  3. Registre-se como um residente. Para fazer isso, você terá que encontrar moradia (normalmente um quarto em um apartamento compartilhado é suficiente). Você também precisará de seguro saúde e deverá ser capaz de provar que tem uma renda mínima.
  4. Uma vez registrado no país 'ponte', você notificará seu país de origem sobre a mudança de residência de modo que eles cancelem o seu registro como um residente fiscal. É provável que eles lhe peçam alguma documentação a fim de provar que você tem um novo local de residência. O consulado de seu país pode muitas vezes ajudá-lo com isto.
  5. Uma vez cancelado o registro em seu país de origem, você pode deixar sua nova casa e imediatamente cancelar o registro no país 'ponte'. Para isso, dependendo do caso, geralmente é suficiente deixar seu visto ou autorização expirar ou não o renovar. Se este não for o caso, você terá que dirigir-se à prefeitura ou ao órgão responsável pelo cancelamento do registro de estrangeiros.

Se você não é cidadão do país em que reside, as etapas são mais simples:

  1. Deixe sua casa no país onde você não é cidadão e cancele tudo o que possa implicar que você ainda esteja realmente morando lá (serviços, assinaturas, registro de carro, seguros...).
  2. Vá até a prefeitura ou órgão competente para informá-los de que você vai deixar o país e solicitar que eles cancelem seu registro como residente (ou simplesmente não renovem sua autorização de residência). Normalmente, eles não lhe pedirão mais informações, mas se o fizerem, você deverá poder dizer-lhes algo, talvez que você vai retornar ao seu país de origem ou que você tem um novo amor em outro país e que você vai ver como as coisas vão com ele ou ela.

Qualquer que seja sua situação, uma vez que você tenha cancelado o registro e não seja residente fiscal em nenhum lugar, é essencial que você observe as leis nos diferentes países por onde passa para que não se torne um residente fiscal acidentalmente.

Em princípio, o mais importante é não ter nenhuma moradia disponível e evitar ficar em um país por mais de 183 dias. Entretanto, a regulamentação pode ser muito mais complicada dependendo do país (o Reino Unido é conhecido por seu complicado teste de residência).

Você pode ler mais sobre a regra dos 183 dias e outros termos e condições de residência em nosso artigo sobre a mudança de sua residência fiscal.

A Teoria das Treze Bandeiras

Viajantes perpétuos conhecem as melhores estratégias offshore e utilizam a Teoria das Bandeiras para internacionalizar sua vida.

Quase não há restrições quanto ao número de bandeiras - a Settee sugere as 13 bandeiras a seguir, que você pode ler mais detalhadamente sobre em nosso artigo sobre a Teoria das Bandeiras:

  1. Obter um passaporte ou cidadania em um país que não tribute a renda estrangeira ou controle o que você faz.
  2. Obter residência permanente em um país seguro, de preferência sem impostos sobre propriedade ou renda.
  3. Montar a sede de sua empresa (ou seja, onde você ganha seu dinheiro) em um país sem obrigações tributárias e contábeis.
  4. Manter seus bens em um lugar seguro, de preferência em algum lugar sem impostos sobre o capital.
  5. Escolher seus "playgrounds", ou seja, os lugares onde você pode aproveitar sua vida, de preferência em algum lugar sem IVA e sem impostos sobre vendas.
  6. Criar uma empresa on-line: pense em hospedagem offshore, domínios e provedores de serviços de e-mail.
  7. Tirar proveito do turismo médico.
  8. Se casar (cidadania adicional através do casamento).
  9. Ter filhos (dando-lhes cidadania adicional ao nascer).
  10. Contratar empregados ou assistentes virtuais, de preferência em um país de baixa renda e compartilhando o mesmo idioma.
  11. Pensar na educação, de preferência em algum lugar onde seja permitido homeschooling ou unschooling.
  12. Proteger seus dados. Escolha preferencialmente locais com alta segurança contra censura e roubo.
  13. Pensar em seguros, que são muito diferentes de país para país em termos de qualidade, custos e escopo de serviços.

Os lugares mais atraentes para se viver e trabalhar

O simples conhecimento das bandeiras não é suficiente. É crucial que você saiba em quais países você pode realmente fixar suas bandeiras.

A Settee apresenta regularmente locais em todo o mundo que são adequados para isso (você pode se inscrever aqui). Naturalmente, uma atenção especial é dada aos melhores lugares para se viver e trabalhar.

Embora seja muito importante que seus bens sejam realmente bem protegidos, sua qualidade de vida é realmente o fator decisivo aqui.

Como Viajante Perpétuo, você tem a oportunidade única de experimentar diferentes lugares à vontade e retornar ao paraíso de sua escolha a qualquer momento.

Se você já encontrou seu paraíso e não quer partir, pode haver opções disponíveis para que você se estabeleça lá permanentemente.

Você pode continuar apátrida mesmo que queira levar a vida de forma mais relaxada. Poucas pessoas são feitas para viagens permanentes - muitas precisam de uma pausa de uma vez ou de outra. Isto é perfeitamente legal e não muda em nada sua independência ou seu status de apátrida.

Você ainda pode pensar sem limites e viver independentemente, mesmo que decida viver em um país por muito tempo. Afinal, como Viajante Perpétuo, você sabe que pode sair de lá novamente a qualquer momento.

Esta seria minha definição final de Viajante Perpétuo, que também pode ser aplicada aos verdadeiros nômades digitais: "Aquele que tem a capacidade de deixar um país de um dia para o outro".

Afinal, a mobilidade e a adaptabilidade são os maiores pontos fortes de um Turista Permanente. Quando você é móvel e adaptável, você é antifrágil, você não cede sob pressão, mas sim prospera sobre ela.

Eventos imprevistos podem trazer má sorte a muitos países, mas alguns também serão beneficiados. Como a Suíça neutra, que sempre foi um porto seguro durante todas as grandes crises do mundo.

Como Viajante Perpétuo, você acaba combinando todos os aspectos de uma pessoa sem Estado: 

  • Você tem a mentalidade de um sem Estado e não tem mais medo de ser aprisionado de sua liberdade.
  • Você sabe o que significa ser apátrida e porque seu exílio autoimposto traz mais felicidade à sua vida.
  • Você é um nômade digital, mas se transforma em um Viajante Perpétuo usando estratégias offshore como a Teoria das Bandeiras.
  • Você aprecia que tem permissão, pode e quer moldar sua própria vida de acordo com seus próprios ideais e expectativas.

Em resumo: você é apátrida, você é um Viajante Perpétuo, e isto é assim porque sua vida te pertence.

Se você gostaria de se tornar um Viajante Perpétuo, nossa rede criou uma rede social dedicada a Nômades Digitais, Apátridas, Expatriados e Turistas Permanentes. Você também pode dar uma boa lida em nossos artigos e assinar o nosso newsletter.

Quando se sentir preparado para dar o próximo passo, agende uma consultoria conosco que lhe guiaremos pelo processo.

Logo da Settee

Settee

Consultoria de Internacionalização

A Settee é uma equipe internacional de empresários, nômades digitais e consultores especializados em estratégias de internacionalização.